Lucro da Tiffany cresce 33% no 2º trimestre

Vendas totais da rede de joalherias somaram US$ 1,6 bilhão de dólares nos seis primeiros meses do ano

São Paulo – A Tiffany divulgou nesta sexta-feira seus resultados financeiros no segundo trimestre do ano. No período, o lucro da companhia cresceu 33% na comparação com o mesmo período de 2010, somando 90 milhões de dólares.

As vendas líquidas da companhia cresceram 25%, totalizando 1,6 bilhão de dólares nos seis primeiros meses do ano. A China foi a região que apresentou a maior taxa de crescimento das vendas, 55% no período em relação ao mesmo período de 2010.

Segundo Michael J. Kowalski, CEO da rede, os resultados foram muito satisfatórios no período. “Apesar das incertezas econômicas, nosso desempenho  foi forte no primeiro semestre nos dá muitas razões para ficar confiantes sobre as nossas perspectivas para o balanço do ano”, disse o executivo.

Diante dos resultados do período, a companhia elevou a expectativa de aumento do lucro do ano para 3,65 – 3,75 dólares por ação diluída. A previsão anterior estava entre 3,45 – 3,55 dólares por ação.

Para os próximos seis meses, a companhia vai inaugurar 17 lojas, sendo oito delas no mercado asiático.