Lucro da Pfizer cai para US$ 3,21 bi no 3º trimestre

A receita da farmacêutica no período recuou 16%, para US$ 14 bilhões

Nova York – A farmacêutica Pfizer divulgou nesta quinta-feira que teve lucro líquido de US$ 3,21 bilhões (US$ 0,43 por ação) no terceiro trimestre deste ano, uma queda de 14% na comparação com o lucro do mesmo intervalo do ano passado, de US$ 3,74 bilhões (US$ 0,48 por ação). A receita no período recuou 16%, para US$ 14 bilhões. Excluindo itens extraordinários, o lucro ajustado caiu para US$ 0,53 por ação, de US$ 0,60 por ação.

Analistas consultados pela Thomson Reuters esperavam lucro de US$ 0,53 por ação e receita de US$ 14,64 bilhões.

Da queda de 16% na receita, 12 pontos porcentuais se devem à retração na receita operacional, enquanto o restante é resultado de impactos cambiais negativos. Na divisão doméstica, a receita recuou 18%, devido principalmente à perda da exclusividade de venda do medicamento Lipitor, para o colesterol.

“No geral, nossos resultados neste trimestre refletem a contínua perda de exclusividade, em especial do Lipitor em todos os grandes mercados”, disse o presidente e executivo-chefe da companhia, Ian Read. No terceiro trimestre, as vendas do Lipitor recuaram 71% na comparação com o mesmo período do ano passado, para US$ 749 milhões. Nos EUA, a queda nas vendas desse medicamento foi de 87%.

A Pfizer também reduziu nesta quinta-feira sua previsão de lucro para este ano, para a faixa entre US$ 2,14 e US$ 2,17 por ação, da estimativa anterior de US$ 2,14 a US$ 2,22 por ação. A projeção para a receita foi reduzida para US$ 58 bilhões a US$ 59 bilhões, de US$ 58 bilhões a US$ 60 bilhões.

O diretor financeiro da farmacêutica, Frank D’Amelio, disse que o conselho administrativo autorizou a recompra de mais US$ 10 bilhões em ações, além dos US$ 4,1 bilhões ainda disponíveis do programa de recompra anterior. As informações são da Dow Jones.