Lucro da E.ON cai 65% no 1.o trimestre

A maior empresa de energia elétrica da Alemanha teve lucro líquido de 762 milhões de euros

Frankfurt – A E.ON, maior empresa de energia elétrica da Alemanha em valor de mercado, anunciou hoje que teve lucro líquido de 762 milhões de euros (US$ 1,05 bilhão) no primeiro trimestre deste ano, queda de 65% ante o ganho de 2,17 bilhões de euros registrado no mesmo período de 2013.

O lucro subjacente, um número após impostos que exclui fatores não recorrentes, caiu quase 14% na mesma comparação, a 1,22 bilhão de euros, enquanto o Ebitda recuou 12%, a 3,16 bilhões de euros. A receita, por sua vez, teve queda de 11%, a 31,82 bilhões de euros.

A queda no lucro foi atribuído aos pesados subsídios concedidos à energia renovável, que prejudicaram o resultado do negócio de energia convencional da E.ON. Por volta das 10h40 (de Brasília), as ações da E.ON caíam 1,7% na Bolsa de Frankfurt.

Apesar do começo de ano fraco, a E.ON reiterou sua perspectiva de lucro para todo o ano de 2014. A empresa ainda prevê para este ano Ebitda entre 8 bilhões de euros e 8,6 bilhões de euros e lucro subjacente de 1,5 bilhão de euros a 1,9 bilhão de euros.

As projeções significam que o Ebitda e o lucro subjacente poderão cair até 14% e 32%, respectivamente, ante 2013. Fonte: Dow Jones Newswires.