Lucro da CSN soma R450 mi no quarto tri e fica aquém do esperado

A receita líquida trimestral foi de 3,4 bilhões de reais, contra perto de 3,1 bilhões de reais no mesmo período de 2009

São Paulo – A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) teve lucro líquido de 450 milhões de reais no quarto trimestre, queda de 39 por cento contra o apurado em igual intervalo do ano anterior.

A média das estimativas de cinco analistas consultados pela Reuters indicava lucro de outubro a dezembro de 576,4 milhões de reais.

A receita líquida trimestral foi de 3,4 bilhões de reais, contra perto de 3,1 bilhões de reais no mesmo período de 2009.

As principais unidades de negócio da empresa -de aço e mineração- responderam por 2,1 bilhões e 1,1 bilhão de reais do faturamento de outubro a dezembro, respectivamente.

A queda no lucro líquido da CSN é explicada, principalmente, pela piora do resultado financeiro entre os trimestres de um ano para o outro. Nos três últimos meses de 2010 houve despesa financeira líquida de 537,7 milhões de reais, mais que o dobro do valor registrado um ano antes.

A CSN divulgou lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação ajustado (Ebitda, na sigla em inglês) de 1,4 bilhão de reais no último trimestre, aumento de 18 por cento na comparação anual. O Ebitda ajustado também desconsidera o resultado de outras despesas operacionais, “por se tratar de item não recorrente”, conforme a CSN.

A margem Ebitda ajustada no quarto trimestre foi de 42 por cento, aumento de 2 pontos percentuais sobre um ano antes.

No acumulado de 2010, a CSN teve lucro de 2,5 bilhões de reais, ante 2,6 bilhões de reais em 2009. A receita líquida anual ficou em quase 14,5 bilhões de reais, crescimento de 32 por cento sobre 2009 e um recorde para a companhia. O Ebitda ajustado em 2010 subiu 76 por cento, para 6,4 bilhões de reais.