Lucro da Copel sobe 24% em 2010, para R$1 bilhão

A empresa disse que a expansão se deu por conta do aumento de 7,5% de receita de fornecimento de energia elétrica, entre outros motivos

São Paulo – A estatal paranaense de energia Copel divulgou na madrugada desta terça-feira lucro líquido de 1,010 bilhão de reais no fechado de 2010, crescimento de 24,4 por cento sobre o ganho obtido um ano antes.

Se considerados os ajustes decorrentes da adoção do padrão internacional de contabilidade (IFRS), o lucro líquido da companhia foi de 988 milhões de reais em todo o ano passado.

A empresa não informou, no entanto, os números referentes apenas ao quarto trimestre do último ano.

A geração de caixa medida pelo Ebitda – sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação – nos 12 meses de 2010 ficou em 1,476 bilhão reais, queda de 6,8 por cento sobre o ano anterior.

Já a receita líquida totalizou 6,9 bilhões de reais no acumulado de 2010, alta anual de 10,4 por cento.

A Copel atribuiu a expansão no faturamento, principalmente, ao aumento de 7,5 por cento na receita de fornecimento de energia elétrica, ao crescimento de 5,2 por cento no consumo do mercado cativo, à extinção da política de desconto tarifário para consumidores que pagavam as faturas em dia e ao repasse tarifário médio de 2,46 por cento a partir de junho de 2010.

Em todo o ano passado, as despesas operacionais da companhia atingiram 5,968 bilhões de reais, volume 14,6 por cento superior em relação a 2009.

Enquanto isso, a empresa encerrou 2010 com endividamento consoldiado de 1,985 bilhão de reais.

A Copel informou ainda que realizou no último ano investimentos da ordem de 1,027 bilhão de reais, volume inferior ao inicialmente previsto, que era de 1,343 bilhão. Para este ano, o desembolso deve ser de 2,06 bilhões de reais, sendo a maior parcela –933,3 milhões– destinada à área de distribuição.