Lucro da Brookfield cresce 16,3% no 1o trimestre

Mesmo com crescimento, lucro ficou abaixo dos 89,6 milhões de reais esperados por analistas

São Paulo – A Brookfield Incorporações teve lucro de 65,8 milhões de reais para os três primeiros meses do ano, resultado 16,3 por cento superior ao apurado em igual período de 2010.

O lucro, porém, ficou abaixo dos 89,6 milhões de reais esperados por analistas, segundo a média de três estimativas obtidas pela Reuters.

De janeiro a março, o Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da incorporadora cresceu 81,8 por cento sobre o mesmo período de 2010, para 179,7 milhões de reais, com margem de 24,6 por cento.

Conforme a companhia já havia informado, as vendas contratadas no primeiro trimestre cresceram 13,7 por cento em relação ao mesmo intervalo de 2010, atingindo 638,5 milhões de reais, sendo que o segmento residencial respondeu por 82 por cento do total.

Já os lançamentos foram 44,7 por cento maiores na relação anual, totalizando 466 milhões de reais.

A Brookfield fechou o período de janeiro a março com receita líquida de 731,1 milhões de reais, expansão de 56,4 por cento ano a ano.

No primeiro trimestre, a incorporadora disse ter realizado entregas de mais de 890 unidades, tendo outras 28 mil em construção.