Lucro da Avon cai 81% no 3º trimestre, para US$ 31,6 mi

A retração da empresa foi muito maior do que a esperada pelos analistas

Nova York – O lucro da Avon no terceiro trimestre deste ano caiu 81%, retração muito maior do que a esperada pelos analistas, em razão das fortes quedas nas vendas de cosméticos porta a porta.

No terceiro trimestre, a Avon registrou lucro de US$ 31,6 milhões, ou US$ 0,07 por ação, abaixo do resultado de um ano antes, que foi de US$ 164,2 milhões, ou US$ 0,38 por ação. A receita no período caiu 7,3%, para US$ 2,51 bilhões. Analistas esperavam ganhos de US$ 0,22 por ação e vendas de US$ 2,58 bilhões.

As vendas de produtos de beleza caíram 9%. Na América Latina, que representa a maior parte dos negócios da empresa, houve recuo de 6% na receita, para US$ 1,27 bilhão.

“Os resultados do terceiro trimestre continuaram decepcionantes”, disse a executiva-chefe Sheri McCoy, contratada em abril para substituir Andrea Jung. “Os desafios que a Avon enfrenta se desenvolveram no decorrer do tempo, não da noite para o dia, e da mesma forma levará tempo até que implementemos uma solução.”

Nesta quinta-feira, a companhia cortou seus dividendos em quase três quartos, medida que já era sinalizada havia meses. A Avon também divulgou uma série de iniciativas financeiras, dentre elas ações para corte de pelo menos US$ 400 milhões em custos nos próximos três anos. As informações são da Dow Jones.