Lojas Americanas é condenada por obrigar cliente a limpar o chão

De acordo com a ação, o funcionário da loja teve conduta “agressiva e desarrazoada”

São Paulo – A Lojas Americanas foi condenada por ter humilhado e obrigado uma cliente a limpar o chão de uma loja.

A juíza do 2º Juizado Especial Cível e Criminal de Santa Maria, no Distrito Federal, condenou a empresa Lojas Americanas S.A. ao pagamento de 3 mil reais por danos morais causados à consumidora. De acordo com a ação, o funcionário da loja teve conduta “agressiva e desarrazoada”.

A autora da ação narrou que, enquanto fazia compras em uma das lojas da companhia, sua neta de cinco anos urinou no chão e, por isso, pediu a uma das funcionárias um pano para que pudesse limpar a urina. Inicialmente, a funcionária falou que ela não precisaria se preocupar.

Porém, após pagar suas compras, a autora da ação relatou ter sido abordada pelo segurança da loja, que exigiu que ela limpasse o chão e entregou um pano e um rodo à sua nora, que a acompanhava na ocasião.

A consumidora, então, pegou seu celular para gravar a situação quando levou um tapa no braço do mesmo segurança, para impedi-la de filmar. Ela inicialmente pediu pagamento de 7 mil reais a título de danos morais.

Na sentença, a juíza destacou que “o funcionário apresentou um comportamento agressivo e desarrazoado, levando em conta que o infortúnio se deu por ação involuntária de uma criança de cinco anos, ainda sem condições fisiológicas de conter suas necessidades. A empresa não pode compactuar com tal comportamento”.

Quanto ao valor da indenização, a magistrada argumentou que “o valor deve ser fixado com parcimônia, de forma a compensar a vítima pela ofensa praticada, bem como evitar que tais condutas sejam repetidas pela parte requerida”.

Ainda cabe recurso da sentença. A Lojas Americanas informa que não comenta sentenças judiciais. 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. muito mimimi, por isso que as coisas são muito caras por aqui, tem que ser imbutido no preço, inadimplências, valor exorbitantes de pedágio, transporte, pequenos furtos, grandes furtos, furtos por funcionários, energia elétrica altíssima, carga tributária, lucros e custos e esperteza de clientes que por um pipizinho resolveu ganhar uma grana, desculpe falar dessa maneira, mas já puxaram a ficha para saber se esse segurança tem alguma ligação com essa ” cliente ” ? Se fosse fora, a mulher nem tinha comentado nada, tinha pegado um pano, papel e limpado rapido e outra …. Já ví casos na TV de adultos usando crianças para fins de enganação, tomara que não seja isso.
    Se sua causa na justiça esta demorando, é por causa que tem na fila milhares dessas aih.