De superalimentos aos termogênicos: médico Juliano Burckhardt responde principais dúvidas sobre nutrologia

A facilidade da vida moderna prejudicou muita a alimentação da sociedade. Com a exigência de cada vez mais rapidez na rotina profissional e social, muita gente passou a comer mal. Ultimamente, porém, um movimento contrário vem ganhando corpo e o número de pessoas buscando uma dieta equilibrada não para de crescer.

Diante desse cenário, quem também ganhou espaço foi a Nutrologia, especialização médica que estuda, faz o diagnóstico e a prevenção de doenças ligadas a alimentação. Ainda que esteja crescendo, a técnica desperta muitas dúvidas. Por isso, o Doutor Juliano Burckhardt resolveu explicar uma série de dúvidas sobre esse universo.

CONHEÇA OS SEIS "SUPERALIMENTOS"

– Abacate
Rico em gorduras mono e poli-insaturada, reduz o pico e a resistência â insulina, auxilia na digestão, combate prisão de vente, reduz formação de radicais livres e é anti-inflamatório e antioxidante.

– Curcuma
Tem ação anti-oxidante , é um potente anti-inflamatório natural , melhora a imunidade e existem estudos de proteção contra alguns tipos de câncer.

– Coco
É uma fruta rica em ácidos graxos, vitaminas e minerais. Suas propriedades atuam no fortalecimento do sistema imunológico e bom funcionamento do coração, combate retenção de líquidos e ainda hidrata!

– Frutas Vermelhas
São ricas em flavonoides, antioxidantes que agem neutralizando a ação dos radicais livres. Além de atuar no combate ao envelhecimento precoce da praia, também atuam na melhoria das funções cerebrais, da visão e do sistema imunológico.

– Ovo
Considerado um alimento muito completo, é rico em vitaminas A, B12, B2, D e E; além de zinco e ferro,Auxilia beneficiando o sistema nervoso central, proporcionando saciedade e agind o como antioxidante.

– Quinoa
Com qualidade nutricional superior aos demais cereais, a quinoa é encontrada em forma de flocos, grãos e farinhas, sendo excelente fonte de fibras solúveis e insolúveis, ômega 3 e ômega 6, rica em cálcio, potássio, ferro, zinco e magnésio. E, além disso tudo, é fonte de vitaminas do complexo B e Vitamina E, possui ação antioxidante e antimicrobiana e ainda contém proteína de alto valor biológico com 20 aminoácidos, inclusive os 10 aminoácidos essenciais (não produzidos pelo corpo).

ALIMENTOS TERMOGÊNICOS

Inclua um destes alimentos no seu café!  Além de acelerar o metabolismo e aumentar a temperatura corporal, melhoram a circulação sanguínea e facilitam a digestão. Os alimentos termogênicos ajudam a emagrecer, mas vale ressaltar que não são milagrosos. É importante aliar o consumo a um plano alimentar equilibrado, de acordo com a rotina individual, além da prática frequente de exercício físico. Os principais alimentos termogênicos são pimenta, chás verde e mate, café, canela, vinagre e gengibre.

LINHAÇA : POR QUE CONSUMIR?


Linhaça auxilia até na prevenção de câncer (Reprodução/LinoMix)

Se você não costuma consumir linhaça, não imagina a quantidade de benefícios que está perdendo! A semente de linhaça é considerada um alimento funcional com poder de trazer inúmeros benefícios para o coração, intestino e até mesmo prevenir alguns tipos de câncer.

MACA PERUANA : POR QUE CONSUMIR?

Fonte de vitaminas, minerais, proteínas, fibras e mais uma incansável lista de outros nutrientes, a maca peruana é uma planta natural dos Andes, especificamente do Peru, e pode ser consumida na forma de farinha ou cápsulas. A plantinha é riquíssima em ferro, nutriente que combate a anemia, e uma dose de 100 g da farinha, por exemplo, é composta de 16,6 mg de ferro. Além do mais, a maca peruana tem mais cálcio que o leite, é rica em ômega 3, evita problemas cardiovasculares e regulariza os níveis de colesterol. De acordo com a Associação Brasileira de Nutrologia (Abran), a maca peruana previne o diabetes por diminuir a velocidade da absorção de glicose, graças ao alto teor de fibras na planta.

COENZIMA Q 10 E ENVELHECIMENTO SAUDÁVEL

A coenzima Q10 é uma molécula produzida naturalmente pelo nosso organismo que assemelha-se a uma vitamina e atua no metabolismo energético como suporte mitocondrial , sendo um potente antioxidante que age diretamente no combate aos radicais livres, porém seus níveis diminuem com o avançar da idade.

MATCHA : 137 VEZES MAIS ANTIOXIDANTE QUE O CHÁ VERDE

Queridinho daqueles que buscam emagrecer, o chá verde tem agora um forte concorrente: o matcha. Moída após um cultivo especial, a mesma folha do chá verde dá origem a um pó que pode ser consumido na forma de infusão ou misturado aos alimentos. A diferença entre eles (ou o segredo do matchá) está na colheita: um mês antes, os canteiros são cobertos com lona. Sem qualquer luz solar, a planta se defende produzindo mais clorofila, além do aminoácido l-teanina, que ajuda a reduzir a ansiedade, o stress e, consequentemente, a compulsão alimentar. Um estudo recente publicado na revista do Instituto Canadense de Ciências e Tecnologias de Alimentos apontou que o matchá tem ainda elementos termogênicos, o que faz com que acelerem a queima de gordura. Para obter os benefícios, recomenda-se o consumo de duas ou três xícaras do poderoso chá por dia. Mas atenção: o uso do matchá não é indicado para hipertensos, grávidas e pessoas que sofrem com gastrite ou insônia devido à alta concentração de cafeína.

VITAMINA D3 : O "HORMÔNIO DA VIDA".

A vitamina D é conhecida por contribuir para o fortalecimento dos ossos, promovendo a absorção do cálcio, além de ajudar no tratamento de doenças autoimunes, diabetes e alguns tipos de câncer. Por isso, a deficiência desta vitamina está relacionada a várias complicações como: fraqueza muscular, osteoporose precoce, problemas cardiovasculares, asma, baixa resistência a infecções, diminuição de cálcio e fósforo no sangue, asma, tetania, doenças neurológicas  entre outras. Além de causar alterações na concentração e no humor, fácil irritabilidade, fraqueza e alterações do sono. Por isso, fique atento aos sinais do seu corpo! Esse hormônio regula vários sistemas no nosso corpo, e os sinais e sintomas variam de pessoa para pessoa. Contudo, a deficiência pode ser revertida. É possível fazer esta correção por meio de suplementação. Mas lembre-se: esta alternativa é válida somente após a orientação médica. Tomar sol nos braços e pernas durante  vinte  a vinte e cinco minutos todos os dias também contribui para o aumento da vitamina no corpo.

ÔMEGA 3

Os ácidos graxos ômega 3 são um tipo de gordura insaturada com ligações duplas na cadeia de hidrocarbonetos, e são tidos como o único tipo de gordura que o organismo humano não consegue sintetizar. É um nutriente muito importante para as funções cerebrais, garantindo o bom funcionamento do cérebro, melhorando a memória e o raciocínio, além de ser importante para prevenir doenças cardiovasculares e diminuir o risco de desenvolvimento de câncer, por exemplo. 60% do cérebro é constituído por gordura sendo que na sua maior parte de Ômega 3. Sendo assim, a deficiente ingestão desta gordura está associada a maior perda de memória do idoso, e a elevados níveis de sentimentos de angústia e depressão. Os alimentos ricos em Ômega-3 são os peixes como sardinha, atum, bacalhau e salmão. O azeite de oliva, o óleo de linhaça e a própria semente da linhaça, brócolis, rúcula e espinafre também possuem Ômega-3, porém em menor proporção. É possível também encontrar o nutriente na forma de cápsulas de 500 ou 1000mg que devem ser utilizadas mediante orientação profissional especializada.

Coordenação: Andrew Sousa | Texto: Andrew Sousa | Foto: Reprodução/LinoMix

PUBLICIDADE & ASSESSORIA
Contato: (62) 3998-3112 | 99680-6363
E-mail: contato@linomix.com.br
http://www.linomix.com.br