Líbano Barroso deixa a TAM e alega ter cumprido ciclo

Depois de ingressar na empresa em 2004, Líbano assumiu diversos cargos na companhia; o último deles foi de vice-presidente da holding TAM S.A.

São Paulo – Líbano Barroso não faz mais parte do quadro de funcionários da TAM. Oficialmente, a empresa divulgou uma nota alegando que o executivo “deixa a companhia para se dedicar a outros desafios”. Ex-CEO da TAM, Líbano ocupava o posto de vice-presidente da holding TAM S.A., que também controla os negócios da Multiplus, responsável por administrar o programa de fidelidade da empresa e de outras 200 companhias.

Depois de assumir o cargo de presidente executivo da TAM em 2009, Líbano passou o bastão para Marco Antonio Bologna em fevereiro deste ano. Desde então, Bologna passou a acumular a função com a cadeira de presidente da holding TAM S.A.

Em entrevista ao jornal Valor Econômico, Líbano afirmou que decidiu sair depois de ter concluído um ciclo completo na empresa. O executivo ingressou na companhia aérea em maio de 2004, ocupando os cargos de vice-presidente de finanças, gestão e TI e de diretor de relações com investidores. Também acumulou, entre outubro de 2009 a maio de 2010, a função de diretor-presidente da Multiplus Fidelidade.

Concluída a fusão da TAM com a chilena LAN, Líbano foi o primeiro diretor financeiro (CFO) da nova empresa, a Latam. Mas exerceu o cargo por apenas dois meses. Ao Valor, ele afirmou que estava cansado de pegar a ponte aérea entre São Paulo e Santiago, ficando longe da família de segunda a quinta-feira.