Leite infantil da Lactalis é retirado por risco de salmonela

A medida afeta quase 7.000 toneladas de produtos potencialmente contaminados

O governo francês anunciou neste domingo a retirada dos mercados de vários lotes dos leites infantis do grupo Lactalis, vendidos na França e em vários países, pelo risco de contaminação com salmonela.

As quantidades afetadas são “enormes”, afirmou uma fonte do grupo.

O ministério da Economia e Finanças publicou uma lista de mais de 600 lotes que eram vendidos em países como Colômbia, Peru, Argélia, Marrocos, Reino Unido, Taiwan, Romênia, Grécia, Bangladesh, China, Geórgia, Haiti ou Paquistão.

Os itens afetados incluem os produtos Celia Expert, Celia sem Lactose, assim como Gloria Infantil e Celia Nutrição, entre outros.

No dia 2 de dezembro, a Lactalis anunciou a retirada de 12 marcas de leites infantis produzidos em sua fábrica de Craon, oeste da França.

A medida afeta quase 7.000 toneladas de produtos potencialmente contaminados, informou Michel Nalet, diretor de comunicação do grupo. “Não sou capaz de dizer o que já foi consumido”, completou.

A salmonela pode provocar intoxicação alimentar. Os problemas vão de uma gastroenterite leve até infecções mais graves. A salmonela é potencialmente perigosa para as crianças e idosos, que têm o sistema imunológico frágil.

De acordo com o governo francês, a retirada anunciada pela empresa em 2 de dezembro “não pode controlar o risco de contaminação”.