Lego comprará museu Madame Tussauds e London Eye por US$ 7,47 bilhões

A Merlin Entertainment, conhecido pelo museu de cera Madame Tussauds, teve um volume de negócios de 1,65 bilhão de libras em 2019

O proprietário da gigante dinamarquesa dos brinquedos Lego comprará o grupo Merlin Entertainment, conhecido pelo museu de cera Madame Tussauds e pela roda-gigante de Londres (London Eye), por 5,9 bilhões de libras (US$ 7,475 bilhões).

A fundação familiar Kirkbi, acionista majoritária da Lego, anunciou em um comunicado publicado na Bolsa de Londres que se associou ao grupo de investimentos americano Blackstone e ao fundo de pensões canadense CPPIB para a oferta de aquisição, que foi aceita pelo conselho de administração da Merlin.

O consórcio de investidores propõe 455 pence por cada ação da Merlin, uma valorização significativa para o título que fechou a 395 pence na quinta-feira na Bolsa de Londres.

“Após uma aproximação não desejada de um conjunto de investidores e depois de ter rejeitado várias propostas, o conselho de administração da Merlin considera que esta oferta representa uma oportunidade para os acionistas de rentabilizar seu investimento”, afirmou John Sunderland, presidente do conselho de administração do grupo britânico.

 com a estátua de cera do presidente Donald Trump em Londres, Inglaterra.

O diretor geral da Kirkbi, Soren Thorup Sorensen, destacou que Lego e Merlin compartilham “a mesma visão de trabalho e de sua cultura”.

A Kirkbi conhece bem a Merlin porque já possui quase 30% do capital do grupo britânico, que por sua vez é proprietário dos parques Legoland no Reino Unido.

A Merlin Entertainment, criada em 1999 e cotada na Bolsa de Londres desde 2013, teve um volume de negócios de 1,65 bilhão de libras em 2019 e recebeu 67 milhões de visitantes em seus mais de 100 parques de diversões espalhados por 25 países.