Latam pretende manter suas linhas na Europa

A companhia aérea, produto da fusão entre a chilena LAN e a brasileira TAM, pretender facilitar o deslocamento de europeus para a América do Sul

Paris – A companhia aérea Latam, produto da fusão entre a chilena LAN e a brasileira TAM, não tem entre seus planos a supressão de linhas na Europa depois de concluída a fusão das companhias, ocorrida no final de junho.

“Não pretendemos suprimir voos da Europa nos próximos 18 meses”, declarou nesta terça-feira Francisco Vidal, diretor geral da Europa, em entrevista concedida à AFP no salão de turismo IFTM-Top Resa.

Ele ressaltou que ambas as companhias são complementares, e que não haverá excesso de linhas na Europa, um mercado que apresenta um inegável potencial de crescimento.

“Com a rede da Latam, os passageiros (europeus) poderão facilmente se deslocar para América do Sul” afirmou.

A fusão entre a LAN e a TAM gerou um dos maiores grupos aéreos do mundo, com 150 destinos em 22 países.

Na Europa, a companhia opera voos diários a partir de Frankfurt, Londres, Madri, Milão e Paris.