Lafarge e Holcim detalham planos para vender ativos

As empresas pretendem vender três fábricas de cimento, duas estações de moagem e uma fábrica de mistura pronta de cimento

Paris – A Lafarge e a Holcim detalharam nesta segunda-feira os ativos que planejam vender no Brasil para atender às regras de concorrência do país diante da fusão das duas companhias.

As empresas pretendem vender três fábricas de cimento (Matozinhos e Arcos Jazida, da Lafarge, e Cantagalo, da Holcim), duas estações de moagem (Arcos Cidade e Santa Luzia, da Lafarge) e uma fábrica de mistura pronta de cimento (Pouso Alegre, da Holcim), afirmaram em um comunicado.

A francesa Lafarge e a suíça Holcim estão vendendo ativos ao redor do mundo, principalmente na Europa, para atender às preocupações antitruste sobre os seus planos de fusão.

As propostas de vendas de ativos ainda estão sujeitas à discussão com as autoridades brasileiras e os grupos de cimento planejam, após a fusão, manter uma presença no Brasil nos setores de cimento, materiais de construção agregados e concreto.

“O Brasil é um mercado importante para o futuro do grupo LafargeHolcim e a empresa continuará comprometida com o país”, disseram as duas companhias no comunicado. A fusão deve ser concluída no primeiro semestre de 2015.

Fonte: Dow Jones Newswires.