KLM faz acordo com Cade sobre suposto cartel em cargas

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica aprovou acordo com o grupo Air France-KLM para encerrar prática anti-competitiva no setor de transporte de cargas

Brasília – O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou nesta quarta-feira acordo com o grupo Air France-KLM para encerrar prática anti-competitiva no setor de transporte de cargas.

As duas empresas terão de pagar cerca de 14 milhões de reais ao sistema brasileiro de defesa da concorrência a título de “contribuição pecuniária”.

Segundo o relator do caso, conselheiro Ricardo Ruiz, as partes “confessaram acordos e trocas de informações sensíveis para a definição do valor e do adicional de combustível, que é relevante para a formação do preço de carga aérea”.

O caso do suposto cartel no mercado de cargas aéreas começou a ser analisado pelo Cade em 2006 e envolve ainda outras seis empresas. O julgamento não tem data definida para ocorrer.