Kirin quer reduzir dívida em 200 bi de ienes em 2 anos

O fluxo de caixa operacional da Kirin deve subir 18% este ano, para 232 bilhões de ienes, ajudando a financiar esses pagamentos de dívidas

Tóquio – A cervejaria japonesa Kirin Holdings planeja reduzir sua dívida (sobre a qual paga juros) em cerca de 100 bilhões de ienes por ano, a partir de 2012, após suas obrigações ultrapassarem 1 trilhão de ienes, devido à compra da brasileira Schincariol, no ano passado. A informação é do jornal japonês The Nikkei.

O fluxo de caixa operacional da Kirin deve subir 18% este ano, para 232 bilhões de ienes, ajudando a financiar esses pagamentos de dívidas. Além da receita da Schincariol, o fluxo de caixa deve melhorar porque a empresa não planeja fazer grandes investimentos no seu mercado doméstico.

A dívida da Kirin cresceu 37% em 2011, para 1,06 trilhão de ienes. Quando a companhia anunciou a compra da Schincariol, as agências de classificação de risco rebaixaram seu rating.

A holding vai continuar a estudar investimentos que criem sinergias com seus negócios existentes, mas afirma que a redução da dívida é prioridade. “Os grandes investimentos em crescimento estão quase finalizados”, disse o presidente da cervejaria, Senji Niyake.

Ao pagar quase 200 bilhões de ienes em dívidas nos próximos dois anos, a Kirin quer reduzir sua dívida para cerca de 870 bilhões de ienes. A relação entre dívida e Ebtida (lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização) era de 4,3 no fim de dezembro do ano passado. A meta é chegar a menos de 3 no fim de 2013. As informações são da Dow Jones.