Kirin busca parceria com Heineken no Brasil, diz jornal

A Brasil Kirin, dona das marcas Schin e Devassa, quer reduzir custos da sua operação

São Paulo – A Kirin Holdings irá negociar uma parceria com para fortalecer o seu negócio no Brasil. A ideia inicial é transformar sua subsidiária no país em uma joint venture.

A Heineken foi apontada pelo jornal japonês Nikkei como a principal escolha para a associação. A Ambev, que controla cerca de 70% do mercado brasileiro, e o Grupo Petrópolis também foram procurados, segundo o veículo.

Procurada, a Heineken informou por e-mail que não comenta especulações de mercado.

A Brasil Kirin, dona das marcas Schin e Devassa, quer reduzir custos da sua operação ao negociar cooperação na produção, distribuição e fornecimento de materiais, afirmou o jornal. A parceria poderia incluir venda de participação na Brasil Kirin para firmar o acordo.

Reforçar a operação brasileira, que enfrenta aumento da concorrência e queda nas receitas, está entre os objetivos da cervejaria para os anos de 2016 a 2018, o que pode incluir uma associação ou joint venture.

O Brasil é 3º maior mercado de cervejas atrás da China e dos Estados Unidos. No primeiro semestre do ano, a Brasil Kirin reportou prejuízo de R$ 225,5 milhões. As receitas também caíram 21%, chegando a R$ 1,63 bilhão.