Kellogg acorda com P&G comprar marca Pringles por US$ 2,7 bi

A operação ocorre depois da frustrada tentativa de venda à Diamond Foods

Nova York – A empresa alimentícia americana Kellogg anunciou nesta quarta-feira que chegou a um acordo com a Procter and Gamble (P&G) para adquirir por US$ 2,7 bilhões sua marca de batatas fritas, a Pringles, em uma operação que ocorre depois da frustrada tentativa de venda à Diamond Foods.

Com sede em Battle Creek (Michigan), a operação representará que a Kellogg avance em seus objetivos empresariais globais tanto no setor de aperitivos quanto no de cereais, no qual já é um dos líderes.

A empresa iniciou a expansão nesse setor com a aquisição há mais de uma década da Keebler, que agora reforça com a nova compra as marcas de aperitivos como Cheez-it e Special K Cracker.

‘Nos Estados Unidos, o negócio representa uma nova fonte de crescimento para a companhia, ao reforçar sua presença nessa categoria’, indicou Kellogg, que ressaltou que internacionalmente a ‘Pringles é uma marca forte e integra uma plataforma’ com condições de continuar crescendo.

Conforme o diretor-executivo, John Bryant, o acordo indica ainda a possibilidade de ampliar o negócio nos países da América Latina.

Pringles é o segundo fabricante mundial desse tipo de produtos, com vendas superiores a US$ 1,5 bilhão em 140 países, assim como com fábricas no estado do Tennessee e na Bélgica e com mais de 1,7 mil empregados.

Ambas as companhias esperam que a transação se complete no primeiro semestre do ano, uma vez recebam aprovação das autoridades reguladoras americanas.

Procter and Gamble, com sede em Cincinnati (Ohio), tinha um acordo prévio para vender essa marca à empresa Diamond Foods por US$ 1,5 bilhão, mas a operação não avançou por problemas contábeis da segunda.