JPMorgan tem salto de 35% no lucro do 1º trimestre

O resultado do banco alcançou lucro líquido de US$ 8,71 bilhões, bem acima da projeção do mercado financeiro

São Paulo – O JPMorgan Chase apresentou lucro líquido de US$ 8,71 bilhões no primeiro trimestre, o equivalente a US$ 2,37 por ação, apresentando avanço de 35% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando havia registrado ganho de US$ 6,45 bilhões, ou US$ 1,65 por ação.

O resultado registrado pelo banco superou a expectativa de analistas consultados pela FactSet, que esperavam lucro de US$ 2,28 por ação.

A receita, por sua vez, registrou crescimento de 10% na mesma base comparativa. Entre janeiro e março de 2017, foi de US$ 25,85 bilhões, passando para US$ 28,52 bilhões no mesmo período deste ano.

Na avaliação do presidente-executivo do banco, Jamie Dimon, o ano apresentou um bom início, “com os nossos negócios com um bom desempenho em todos os níveis, impulsionando o forte crescimento da receita e aproveitando o momento do ano passado”.

Ele avaliou, também, que a economia global “continua a se sair bem” e que “continuamos otimista sem relação ao impacto positivo da reforma tributária nos Estados Unidos, uma vez que o sentimento dos negócios continua otimista e os consumidores se beneficiam do avanço de empregos e salários”.

Após a divulgação dos resultados, a ação do JPMorgan apresentava alta de 0,58%, a US$ 114,03, nos negócios do pré-mercado em Nova York.