Jornal O Estado de S. Paulo anuncia reestruturação e cortes

Com menos páginas, publicação irá diminuir a circulação de suplementos, incorporando alguns deles a três cadernos fixos

São Paulo – O jornal O Estado de S. Paulo anunciou na sexta-feira uma série de mudanças na sua operação, com a unificação de conteúdo em menos páginas e a reorganização dos processos de produção e distribuição. No total, 25 demissões foram anunciadas até agora, de um total de 40 previstas na reestruturação. Procurado por EXAME.com, o Grupo Estado afirmou, a respeito dos afastamentos, que não divulga ou comenta decisões internas

O novo projeto gráfico tem estreia marcada para o dia 22 de abril, uma segunda-feira. A partir dessa data, o jornal passará a ter três cadernos diários e um suplemento diferente a cada dia, com exceção das edições de sábado e domingo, que virão mais “recheadas”.

O chamado “Primeiro Caderno” condensará as notícias de Política e Internacional, além da seção Metrópole, com a cobertura de São Paulo e Brasil. As notícias de esporte também sairão no “Primeiro Caderno” de terça a sábado – no domingo e na segunda, o assunto terá um caderno próprio, a “Edição de Esportes”.

Batizado de “Economia & Negócios”, o segundo caderno abarcará os temas empreendedorismo, tecnologia e inovação. Finalmente, o “Caderno 2” irá falar de entretenimento, além de incorporar temas que eram publicados nos cadernos “Link”, “Sabático” e “C2+música”.

O caderno “Estadinho” deixará de circular semanalmente. Continuarão sendo publicados os suplementos “Viagem” (terças), “Jornal do Carro” (quartas), “Paladar” (quintas) e “Divirta-se” (sextas). Aos sábados, o Estadão contará com “Classificados”, “Imóveis” e “Jornal do Carro Classificados”. Aos domingos, será a vez de “Aliás”, “Casa” e “Oportunidades e Empregos”.

Em nota, o diretor-presidente do Grupo Estado, Francisco Mesquita Neto, afirmou que a mudança faz parte de um processo para entregar maior eficiência no consumo da informação, com oferta mais ampla nos fins de semana. “Vamos continuar a ser empresarialmente saudáveis e estar prontos para fazer investimentos que atenderão às expectativas dos nossos públicos, hoje e no futuro”, disse. Como parte das novidades, o Estadão também lançará novo aplicativo para dispositivos móveis. 

* Atualizado às 13h18 com posicionamento do Grupo Estado