John Deere investe R$ 80 mi para fabricar tratores no Brasil

A empresa vai ampliar sua fábrica em Indaiatuba, em São Paulo, para fabricar no país modelos que hoje são importados

São Paulo – A John Deere anunciou nesta terça-feira (24) que vai investir 80 milhões de reais para começar a fabricar no Brasil tratores de esteira que hoje são importados.

O projeto prevê a ampliação da fábrica de Indaiatuba, em São Paulo, em 3.000 metros quadrados para a produção de três modelos: o 700J, 750J e 850J.

Os primeiros exemplares feitos no país devem chegar ao mercado a partir de 2018.

Os veículos são usados nos setores de construção, mineração e agrícola, em aterros sanitários e na indústria de agregados.

Com a extensão da planta, 50 novos funcionários serão contratados. Outros 200 empregos indiretos devem ser gerados, segundo a empresa.

“Nossa estratégia traçada em longo prazo independe de oscilações temporárias do mercado”, diz em nota Roberto Marques, diretor de Vendas da divisão de construção e florestal da John Deere no Brasil.

A companhia destaca que a nacionalização da produção vai permitir que os tratores se enquadrem em programas de financiamento de máquinas, além de possibilitar exportações para outros países da América do Sul.

“Por conhecermos as necessidades dos clientes, poderemos moldar melhor nossos produtos, com agilidade na entrega e possibilidade de acessar crédito na aquisição”, comenta Marques.

A unidade de Indaiatuba foi construída há dois anos em parceria com a Hitachi Construction e demandou um investimento de 180 milhões de dólares, dos quais 124 milhões foram desembolsados pela John Deere.