Bezos começa a usar a Amazon para reforçar o Washington Post

Executivo começou a utilizar sua loja online para ajudar a impulsionar o jornal que ele comprou no ano passado

Nova York – O fundador da Amazon.com, Jeff Bezos, começou a utilizar sua loja online para ajudar a impulsionar o jornal que ele comprou no ano passado com um aplicativo disponibilizado exclusivamente por meio dos tablets Kindle Fire.

Bezos, que fechou acordo para adquirir o Washington Post por US$ 250 milhões em agosto de 2013 em uma jogada que colocou o bilionário no mundo dos jornais em dificuldades, está em busca de formas de expandir o alcance do periódico, disse uma fonte familiarizada com o assunto.

O aplicativo oferecerá uma seleção organizada de notícias e fotografias do jornal e será grátis por seis meses, sem exigência de inscrição, segundo um comunicado feito hoje.

A Amazon, que não revela os números de vendas do Kindle e de outros aparelhos, lançou em setembro cinco novos modelos de tablets dias antes da data prevista de início das vendas dos novos iPhones, da Apple.

A Amazon, que tem sede em Seattle, EUA, projetou no mês passado vendas e lucro para o último trimestre do ano abaixo das estimativas dos analistas e revelou um custo de estoque de US$ 170 milhões de seu smartphone Fire, destacando uma falta de demanda pelo aparelho.

A loja eletrônica disse que planeja instalar as chamadas lojas temporárias pop-up em cidades selecionadas dos EUA para conquistar clientes para os seus aparelhos.

A Apple, que ao contrário da Amazon revela os números individuais de vendas, disse que vendeu 10 milhões de aparelhos iPhone 6 e 6 Plus no fim de semana de lançamento.

O aplicativo do Washington Post oferecerá a chamada visualização “pinch view”, que permite que os leitores deslizem por novos itens, como se estivessem folheando uma revista.

Serão lançadas duas edições, uma às 5 da manhã e outra às 5 da tarde, pelo horário de Nova York, com notícias de última hora e atualizações acrescentadas ao longo do dia.

Os usuários do Kindle Fire poderão acessar o aplicativo do Post como parte de uma atualização grátis over-the-air (automática) de software, segundo o comunicado.