JBS tem unidades atingidas por proibição russa

Empresa vai manter as exportações para o país a partir de oito fábricas brasileiras localizadas em regiões que não foram incluídas no embargo

São Paulo – O JBS teve três unidades atingidas pela proibição imposta pela Rússia à importação de proteína animal do Mato Grosso, Paraná e Rio Grande do Sul.

O JBS manterá suas exportações para a Rússia a partir de outras oito fábricas instaladas e em operação no Brasil em regiões que não foram incluídas no embargo, além da sua plataforma de produção existente fora do pais.

O JBS informou hoje (5/6) ao mercado que acredita que as autoridades do Brasil e da Rússia trabalharão de forma conjunta para solucionar rápido as eventuais pendências causadoras do embargo.

A Rússia anunciou nesta quinta-feira que a partir do próximo dia 15 estarão proibidas as importações de carne e produtos de carnes de 89 empresas do Mato Grosso, Rio Grande do Sul e Paraná. A Inspeção Sanitária Agrícola da Rússia (Isar) possui desconfianças em relação aos serviços veterinários destes estados.

O Brasil é um dos principais fornecedores de carne à Rússia. O país representa 35% das importações de carne de porco, 45% da bovina e 19% da carne de aves, segundo os dados do Instituto de Marketing Agrícola de Rússia.