JBS aluga ativos da Frangosul e entra em aves no Brasil

Em comunicado, a companhia informou que o negócio elevará em mais de 15% sua capacidade de produção de frango no mundo

São Paulo – O JBS, maior produtor de carne bovina do mundo, assinou acordo para alugar ativos da Frangosul, empresa controlada pela francesa Doux, em operação que marca a entrada da companhia no segmento de aves no Brasil.

O contrato, que prevê a locação por dez anos, contempla a opção de compra das unidades.

“O contrato é de dez anos, renovável por mais dez anos, e tem opção de compra assinada pela Doux, mas a empresa tem uma dívida que precisa ser resolvida”, disse Wesley Batista, presidente do JBS, à Reuters.

Batista não revelou o valor do aluguel previsto em contrato, mas explicou que a operação é vista como oportunidade no mercado brasileiro.

“O Brasil é um dos maiores produtores de frango no mundo, junto com os EUA… Surgiu a oportunidade, e é uma empresa que tem escala”, afirmou, acrescentando que a companhia está otimista com o cenário para o setor no Brasil.

Questionado se estes ativos podem servir como base de exportação para o Brasil, ele confirmou que a estrutura poderá sim ser utilizada com este propósito.

“Sem dúvida, poderemos usar e aproveitar a estrutura (para exportar). Nos países para onde exportamos carne bovina, também se tem acesso à carne de frango”, afirmou.

Capacidade

Em comunicado, a companhia informou que o negócio elevará em mais de 15 por cento sua capacidade de produção de frango no mundo, para cerca de 9 milhões de aves por dia.

Com a unidade de frango nos EUA, a Pilgrim’s Pride, a companhia é a segunda maior operadora global no segmento de aves.

Em meados do mês passado, uma fonte informou que JBS estava interessado em comprar os ativos da Doux, porém o alto nível de endividamento da empresa era um empecilho para o negócio.


“Pelo acordo firmado, a JBS não assumirá nenhuma pendência, encargo, constrição, penhora e impedimentos de qualquer outra natureza. Trata-se de um contrato de locação de ativos, pelos quais a JBS fará sua operação”, afirmou a empresa em comunicado.

A companhia disse ainda que contratará todos os atuais funcionários da Frangosul e dará continuidade a todos os contratos com os integrados e terceiros prestadores de serviço.

Uma nova divisão de negócios, denominada JBS Aves Brasil, será criada para abrigar os novos ativos, tendo como presidente e CEO o executivo irlandês James Cleary.

Procurada pela Reuters, a Doux Frangosul disse que não comentará o assunto. A empresa tem unidades em Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul, onde concentra a maior parte de suas operações.