Jamie’s Italian ganha 3ª unidade no país e expansão pode decolar

Prestes a inaugurar mais uma unidade no Brasil, crescimento da marca esbarra na falta de fornecedores que atendam os padrões exigidos por Jamie Oliver

São Paulo – A rede Jamie’s Italian, do consagrado chef inglês Jamie Oliver, deve abrir até o Carnaval de 2018 sua terceira unidade no Brasil e desta vez o local escolhido para receber o restaurante é a cidade do Rio de Janeiro.

Em entrevista a EXAME.com, Lisandro Lauretti, sócio e braço direito de Jamie Oliver por aqui, afirmou que ainda não existe um local definido para inauguração da nova unidade, mas duas regiões têm sido avaliadas no Rio: a Barra da Tijuca e o Leblon.

Por serem bairros distantes, Lauretti disse que seria possível até a abertura de duas unidades na cidade sem que uma canibalizasse a outra, mas não confirmou os planos. “Nossa maior preocupação agora é encontrar um sócio administrador na região. Alguém que, como eu aqui em São Paulo, esteja à frente de toda a operação carioca”.

Desde que foi anunciada a chegada do primeiro restaurante Jamie’s Italian no Brasil, em meados de 2014, o plano inicial era abrir unidades nas principais capitais do país. A expansão, no entanto, não aconteceu como o previsto.

Falta de fornecedores

De acordo com Lauretti, o problema maior para crescer no país não diz respeito nem tanto ao momento crítico que o Brasil enfrenta economicamente.

“Claro que temos que ter cautela, pois a situação não é a mais adequada para novos investimentos, mas esbarramos em um problema maior: o de fornecedores que sejam aptos aos padrões da marca”, disse.

Todo fornecedor de carne do restaurante precisa, por exemplo, ter o selo de certificação de bem-estar animal. Trata-se de uma exigência vinda da matriz e que vale para todos os restaurantes do chef inglês no mundo.

“As marcas de Jamie Oliver têm essa preocupação e qualquer novo fornecedor de carne dos nossos restaurantes passa por uma avaliação criteriosa feita por uma equipe na Inglaterra. Se o produtor não atender todos os requisitos exigidos, ele é descartado”, afirma Lauretti.

Segundo o empresário, no Brasil não é fácil encontrar fornecedores de carne preparados para atender tais determinações.

“Por isso, não à toa, nossa segunda unidade foi inaugurada em Campinas, cidade próxima de São Paulo, pois acabamos usando os mesmos fornecedores para os dois restaurantes”.

Próximos passos

Para a unidade do Rio, Lauretti usará também os fornecedores que abastecem os restaurantes de São Paulo e Campinas. O Jamie’s Italian da capital fluminense será uma espécie de teste para que a marca possa avaliar a sua capacidade de expansão para outras capitais, como Curitiba e Porto Alegre.

O empresário não descarta também trazer novas bandeiras de restaurantes do chef inglês para o Brasil. Marcas menores e com cardápio mais simples. “São possibilidades que estudamos, nada concreto, mas que podem vir a ocorrer futuramente”, afirmou.

A primeira unidade Jamie’s Italian foi inaugurada no início de 2015 em São Paulo, no bairro do Itaim – região onde estão concentrados alguns dos melhores restaurantes do país. Antes da abertura, no entanto, foram mais de três anos de negociações e ajustes. Já a unidade de Campinas foi aberta um ano depois, dentro de um shopping da cidade paulista.