Itautec demite 150 na fábrica de Jundiaí

Segundo sindicato da categoria, demissões estão ligadas à baixa produção da unidade industrial

São Paulo – A Itautec demitiu cerca de 150 trabalhadores de sua fábrica em Jundiaí, afirmou o Sindicato dos Trabalhadores Industriais, Metalúrgicas, Mecânicas, e Materiais Elétricos da região.

As demissões estão atreladas ao fraco número de pedidos e à baixa produção na unidade industrial, disse o sindicato.

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

MicrosoftInternetExplorer4

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”,”serif”;}

Por meio de nota, a Itautec confirmou que foi feito um pequeno ajuste no quadro de funcionários. “Processo natural de gestão empresarial”, disse a companhia, nesta sexta-feira.

A Itautec pertente à Itaúsa, holding que controla o banco Itaú, Duratex e Elekeiroz. No final de 2011, a Itautec somava mais de 5.900 funcionários.

No primeiro trimestre do ano, a Itaúsa somou lucro de 3,6 bilhões de reais, 5,5% a mais na comparação com o mesmo período do ano anterior.

Nos três primeiros meses do ano, o grupo contabilizou ativos totais de 282,9 bilhões de reais, aumento de 27,2%. O patrimônio líquido do conglomerado somou 67,95 bilhões de reais ao final de março, crescimento de 12,6%.