Itaú Unibanco cria conselho estratégico em aposta na América Latina

Novo grupo tem como objetivo aumentar a eficiência de operações da instituição na região e liderar processo de internacionalização

SÃO PAULO (Reuters) – O Itaú Unibanco anunciou nesta quinta-feira a criação de um “conselho estratégico Latam” que tem como missão melhorar a eficiência das operações do maior banco privado do Brasil na América Latina, após aquisições que incluíram o chileno CorpBanca.

Para o comando do conselho, o banco indicou o nome de Ricardo Villela Marino, membro do conselho de administração e vice-presidente executivo do Itaú Unibanco.

No lugar da diretoria executiva comandada por Marino, o banco nomeou Cesar Blaquier, presidente do Itaú Argentina. Blaquier vai assumir como diretor coordenador das operações na Argentina, Paraguai e Uruguai, além da diretoria de produtos e suporte aos negócios do banco na América Latina, permanecendo baseado na Argentina.

Segundo o Itaú Unibanco, o conselho estratégico tem também como missão “liderar o processo de internacionalização, uma das frentes estratégicas mais importantes do Itaú Unibanco para os próximos anos”.

“A estratégia nos demais países da América Latina prevê que o Itaú Unibanco alcance nesta região a excelência de gestão e o nível de desempenho que tem hoje no Brasil, exportando as melhores práticas e estabelecendo as condições necessárias para assumir ainda mais posições de liderança nesses países”, afirmou o Itaú Unibanco em comunicado ao mercado.