Itaú rebatiza Redecard de olho em pequenos comerciantes

Com nome de Rede, companhia que opera "maquininhas" de cartão de crédito e débito pretende recuperar margens de lucro

São Paulo – A Redecard anunciou hoje sua nova identidade. Rebatizada de Rede, a companhia que pertence ao Itaú pretende prestar mais atenção nos pequenos clientes sem perder de vista as grandes empresas, que continuarão sendo o foco da firma que realiza operações com cartões de crédito e débito por meio das famosas “maquininhas”.

Além do novo nome, uma das grandes novidades da Rede é o Mobile Rede. Voltado para dentistas, taxistas e outros comerciantes de pequeno porte, o dispositivo de pagamento adaptado para celulares e tablets é uma das grandes apostas da companhia.

“É um mecanismo mais barato, pensado para quem não tem como pagar nossa mensalidade”, afirmou Milton Maluhy Filho, presidente da Rede, em entrevista coletiva na manhã de hoje.

Desafio

Segundo ele, o grande objetivo da Rede é tornar-se uma companhia rentável sem abrir mão de uma grande participação num mercado em que as maiores receitas estão nas mãos de poucos (e grandes) clientes – como as redes varejistas.

De acordo com Maluhy, o fechamento de capital da empresa um ano atrás já fazia parte dessa estratégia – abrindo espaço para um modelo que não precise gerar tantos lucros quanto resultados de longo prazo.