Itaú deve aumentar em 23% os investimentos em tecnologia

Entre 2016 e 2018, os aportes do banco em projetos relacionados à tecnologia aumentaram 30%

São Paulo – Os bancos estão investindo cada vez mais em tecnologia para promover uma melhor experiência para os clientes. Mas não apenas. Os aportes também estão relacionados à segurança dos correntistas.

Não é à toa. Uma pesquisa inédita da consultoria PwC mostra que os crimes cibernéticos perdem apenas para as catástrofes naturais em um ranking que elenca as principais causas de crises em empresas americanas (de todos os segmentos). No Brasil, as falhas tecnológicas respondem por cerca de 6% das crises nas companhias. O levantamento ouviu 2084 executivos de 43 países.

Ciente disso, o Itaú Unibanco aumentou em 30% os investimentos em tecnologia entre 2016 e 2018 — o banco não revela quanto isso significa em reais. E a palavra de ordem é continuar investindo. Em 2019, o incremento deve ser de 23% em relação ao ano passado, considerando projetos como o treinamento com óculos de realidade aumentada.