Itaú conclui venda da Orbitall para Stefanini

Processamento de cartões não está ligado à atividade principal do banco, afirmou diretor

São Paulo – O Banco Itaú conclui hoje a venda da processadora de cartões Orbitall para o Grupo Stefanini, uma transação que foi anunciada em dezembro do ano passado. Em pouco mais de um ano, a Stefanini investiu 100 milhões de dólares na aquisição de outras duas empresas nos Estados Unidos.

De acordo com o Itaú Unibanco, a unificação dos processos decorrentes da fusão entre os dois bancos viabilizou a realização da operação. “Ganhamos escala suficiente para processar somente nossos próprios cartões, com competitividade de custos e eficiência”, afirma Luis Staub, diretor da instituição.

Segundo o executivo, a prestação desse tipo de serviço para outras instituições financeiras não está relacionado à atividade principal do banco que, por isso, optou pela venda da empresa.

Criada em 2000, a Orbitall surgiu da primeira administradora de cartões de crédito do País, a Credicard, e tem sede na cidade de São Caetano do Sul (SP). A empresa oferece serviços para bancos e varejistas e registrou receita líquida de 529,7 milhões de reais com vendas em 2009, segundo dados da Bloomberg.