Investigação sobre Micron e Samsung fez progresso significativo, diz China

A China afirma que as empresas estão sendo investigadas para garantir uma competição justa e proteger os direitos dos consumidores

Pequim – A investigação de autoridades na China sobre os fabricantes de chips Micron Technology, Samsung e SK Hynix fez “progresso significativo”, disse um regulador antitruste nesta sexta-feira, em indicar quando o caso poderia ser concluído.

Reguladores acumularam grande quantidade de informações das empresas bem como de companhias que usam seus produtos, afirmou o chefe do escritório antimonopólio da Administração de Estado para Regulação de Mercado, Wu Zhenguo.

Esse e outros órgãos dizem que a investigação foi lançada para assegurar competição justa e proteger os direitos de consumidores. Wu não revelou por quanto tempo esperava que os trabalhos prosseguissem.

A China consome um quinto dos chips de memória DRAM do mundo e um quarto dos chips NAND, de acordo com a empresa de pesquisa TrendForce, e tem feito uma campanha para desenvolver chips de memória de alta performance domesticamente.

Separadamente, autoridades nos Estados Unidos têm elevado a pressão sobre Pequim pelo que elas enxergam como esforços da China para obter tecnologia crucial americana da Micron e de outras companhias.

Em 1º de novembro, o Departamento de Justiça dos EUA tornou públicas acusações criminais contra a estatal chinesa Fujian Jinhua Circuito Integrado e a fundição de semicondutores de Taiwan United Microelectronics e outras por supostamente roubar segredos comerciais da Micron.