Inter e Telecom devem pagar 1 mi a Vieri por espionagem

Vieri havia pedido uma indenização de 12 milhões de euros à Telecom e de 9,25 milhões à Inter, alegando danos psicológicos por ter sido vítima de grampo telefônico

Roma – A Inter de Milão e a companhia telefônica Telecom Italia foram condenadas a pagar uma indenização de um milhão de euros a Christian Vieri por espioná-lo quando era jogador do clube.

Vieri havia pedido uma indenização de 12 milhões de euros à Telecom e de 9,25 milhões à Inter, alegando danos psicológicos por ter sido vítima de grampo telefônico, de acordo com a imprensa italiana.

O jogador foi espionado em 2000, mas o fato só foi descoberto depois, quando uma grande rede de escutas ilegais a diversas personalidades, na qual a Telecom estava envolvida, foi desarticulada.

Em 2006, durante a investigação, foi encontrada uma ficha sobre Vieri na qual era revelado que o jogador havia sido espionado e onde estavam seus registros telefônicos, obtidos de forma ilícita.

Segundo a acusação, o jogador foi espionado a pedido da Inter, que tentava controlar a vida social de seu então atacante.