iFood é solução para entregar cestas e flores de loja online

Com mais de 180 mil entregas em 2018, a empresa decidiu ampliar seus canais de venda para buscar consumidores que não entram no seu site

Lírios, rosas e orquídeas não são produtos comuns ao iFood. Mas a plataforma de entrega de alimentos é justamente o parceiro que a Giuliana Flores escolheu para impulsionar suas vendas.

Com mais de 180 mil entregas por ano, a empresa decidiu ampliar seus canais de venda para buscar consumidores que não entram no seu site e, assim, aumentar as receitas. A Giuliana Flores é líder no mercado de floriculturas no Brasil, com 60% de participação. As rivais, Flores Online, Isabela Flores e a Uniflores, estão unidas debaixo do Grupo Flora.

A associação com o iFood chama a atenção, já que a Giuliana Flores não é um restaurante, foco do aplicativo. Mas a empresa acredita que há sinergia entre os serviços. “Vendemos alimentos. Temos cesta de café da manhã, de queijos e vinhos, para happy hour. Nem todos os kits têm flores”, diz Clóvis Souza, fundador e presidente da empresa. Além das flores, a empresa tem cerca de 2 mil itens diferentes. Para o iFood, 60% dos kits vendidos não incluem uma flor.

A parceria com o iFood faz parte da estratégia da companhia de chegar a novos canais de venda. A empresa foi fundada em 1990 em São Caetano do Sul, SP. Entrou no comércio eletrônico dez anos depois, antes do boom da internet. O site da companhia, bem como duas lojas próprias, foram os únicos canais de vendas por anos, até que a empresa percebeu  que precisava de um novo canal para continuar crescendo.

Cesta da Giuliana Flores com vinho e queijos Cesta da Giuliana Flores com vinho e queijos

Cesta da Giuliana Flores com vinho e queijos (Giuliana Flores/Divulgação)

Em 2016, começou a firmar parcerias com outros sites, para vender por meio do marketplace. A companhia está presente no Mercado Livre, na B2W e na Via Varejo. Todos esses parceiros respondem por 10% das vendas da Giuliana.

Um ano depois, abriu quiosques em shopping centers. As unidades vendem apenas flores preservadas, chamadas de Rosa Encantada, criadas com inspiração no filme Bela e a Fera e que duram até dois anos.

“As lojas e o fato de estarmos em shopping centers funcionaram como marketing para a companhia, para fortalecer nossa marca”, diz o presidente. “Precisávamos conquistar território”. Os quiosques também podem ser usados como pontos de retirada de itens comprados pela internet. Nos últimos oito meses, mais de 10 unidades foram abertas em shopping centers.

A Giulinana entrega os kits de flores e alimentos a partir do seu centro de distribuição de 2,7 mil metros quadrados, que fica em São Paulo, capaz de atender 85% dos pedidos em até uma hora. A empresa também tem parcerias com 900 floriculturas distribuídas pelo país inteiro. Para a parceria com o iFood, apenas 300 floriculturas foram selecionadas.

Nove transportadoras parceiras, incluindo os Correios, enviam os produtos em caixas de isopor para manter a temperatura e a integridade das flores e alimentos.

Para 2019, a expectativa é abrir 30 quiosques e aumentar o número de pedidos online em 10%.