Hypermarcas diz considerar aquisições, mas não grandes operações

Segundo o presidente, a companhia não tem no radar grandes aquisições, mas apenas o complemento do portfólio

São Paulo – O presidente da Hypermarcas, Claudio Bergamo, afirmou que a companhia considera a possibilidade de realizar aquisições, mas ponderou que não há grandes transações no radar. “Podem surgir oportunidades, porém serão pequenas”, disse o executivo.

Bergamo afirmou que a companhia tem uma área de desenvolvimento de negócios a qual tem sido ativa na prospecção de oportunidades no setor de medicamentos. Entre essas oportunidades de negócios, o executivo mencionou a compra de moléculas ou de registros, além do desenvolvimento de clones.

O presidente avaliou que a aquisição de uma empresa poderia ser um caminho, mas a de um negócio pequeno teria a mesma lógica da compra de um produto.

“No nosso radar não estão grandes aquisições, está apenas o complemento de portfólio, o que faz parte do nosso processo de inovação”, disse. “Estamos ativos, mas não há novidades no momento”, concluiu.