Honda gasta US$ 363 milhões em recall

Airbags podem ser danificados pela umidade e encher com muita força, causando explosão de estilhaços dentro do carro

São Paulo – A Honda irá gastar cerca de 363 milhões de dólares com o recall de carros por causa de airbags problemáticos. A empresa já reduziu a previsão de crescimento do lucro para o ano por conta deste problema.

A montadora japonesa está sendo forçada a fazer o recall de milhões de veículos pelo mundo todo, para substituir os equipamentos com defeito. Desde 2008, a montadora já convocou mais de 6,2 milhões de veículos por causa desse problema.

A companhia irá investir milhões em uma campanha agressiva de marketing, convocando seus clientes a levarem o carro para conserto.

No Brasil, a japonesa convocou dois recalls, para a substituição gratuita do insuflador do airbarg. Foi o maior recall da história da montadora no país.

Ela não foi a única. Outras nove montadoras, como Toyota, Ford e Chrysler, fizeram recalls de mais de 22 milhões de carros para substituir os equipamentos com problemas.

Todos os airbags foram produzidos pela Takata, fabricante de peças automotivas japonesa.

Os equipamentos podem ser danificados pela umidade, por não serem propriamente selados. Por causa disso, podem encher com muita força, causando explosão de estilhaços dentro do carro.

Segundo a BBC, seis mortes já foram relacionadas aos defeitos no equipamento de segurança fabricado pela empresa japonesa, além de mais de 100 ferimentos. 

Além dos defeitos no airbag, a Ford precisou recolher 31 milhões de veículos na década de 1980 por causa de um problema de câmbio de estacionamento, também fabricado pela Takata.