Hollywood vai ter dificuldade de romper o namoro com a Netflix

A Netflix usou suas séries e filmes para revolucionar a TV paga e criar uma empresa de streaming que investidores avaliam em mais de US$ 150 bilhões

Os estúdios de Hollywood dizem que estão rompendo o namoro com a Netflix. Mas não vai ser tão simples.

Há dois, a Walt Disney se divorciou da Netflix em uma declaração pública de guerra. A dona dos filmes Star Wars, Marvel e Pixar disse que iria suspender o licenciamento de filmes para o serviço de TV paga on-line mais popular do mundo. O objetivo Disney era transmitir os filmes em seus próprios serviços de streaming.

No entanto, a gigante da mídia se esqueceu de um detalhe importante: todos os filmes lançados entre janeiro de 2016 e dezembro de 2018 – incluindo épicos como “Pantera Negra” – estarão disponíveis novamente na Netflix por volta de 2026, disseram pessoas com conhecimento do assunto. Questões semelhantes confrontam outros titãs da mídia como NBCUniversal e AT&T, que controla a HBO e Warner Bros. A Netflix, com cerca de 150 milhões de assinantes em todo o mundo, possui algumas das séries mais populares vinculadas nos contratos por anos.

Muito tem sido dito nas últimas semanas sobre a possibilidade de a Netflix perder séries populares como “Friends” e “The Office”, já que os donos desses programas – AT&T e Comcast – estão planejando suas próprias iniciativas on-line e discutindo se devem continuar a oferecer conteúdo. A Netflix usou suas séries e filmes para revolucionar a TV paga e criar uma empresa de streaming que investidores avaliam em mais de US$ 150 bilhões.

Analistas pessimistas apontam para os riscos de a Netflix perder conteúdo popular. Embora as ações tenham subido 30% este ano até a quarta-feira, acumulam queda de mais de 9% desde o início de maio.

Mas, como a Disney, empresas que transmitem programas da Netflix estão vinculadas a acordos que fizeram há muito tempo, disseram as pessoas, que pediram para não serem identificadas porque o assunto é confidencial.

Dos 10 programas licenciados mais populares da Netflix, pelo menos oito estarão no serviço de streaming nos próximos anos, disseram as pessoas. “Grey’s Anatomy”, “The Walking Dead” e uma série de programas da rede CW, como “Riverdale” e “Supernatural”, permanecerão na Netflix pelo tempo que estiverem no ar – e de três a seis anos depois desse período, disseram as pessoas. Isso significa que a Netflix poderá transmiti-los até pelo menos 2023 e, provavelmente, bem depois disso.