H&M tem 1º aumento de lucro trimestral em dois anos

Varejista de moda tem investido para revitalizar negócios, após anos de queda nos lucros e aumento de estoques por conta da desaceleração nas vendas

A H&M anunciou nesta quinta-feira, 3, seu primeiro aumento no lucro trimestral antes de impostos em mais de dois anos, com a segunda maior varejista de moda do mundo dizendo que sua meta de atender as rápidas mudanças no mercado está tendo sucesso.

A H&M tem investido pesado para revitalizar seus negócios, após anos de queda nos lucros e aumento de estoques devido à desaceleração das vendas em suas principais lojas da marca H&M.

“A H&M obteve seu primeiro forte lucro trimestral em mais de quatro anos, o que poderia aumentar a confiança na recuperação”, disse o banco de investimentos Carnegie em nota.

Após atingir o piso de 13 anos em 2018, as ações subiram 56% este ano, na esperança de que a H&M esteja voltando aos trilhos.

O lucro antes de impostos para o trimestre fechado em agosto superou as expectativas, primeira alta desde o segundo trimestre de 2017, a 5 bilhões de coroas (507 milhões de dólares) ante 4 bilhões um ano atrás. Os analistas previam em média aumento para 4,93 bilhões de coroas, mostraram dados do Refinitiv.

“O aumento contínuo de vendas a preço integral e menos reduções de preço contribuiu para um aumento de 26% no lucro operacional no terceiro trimestre, mantendo um alto nível de atividade em nosso trabalho de transformação”, disse o presidente-executivo Karl-Johan Persson em comunicado.

A margem bruta da H&M aumentou de 50,3% para 50,8%, e sua margem de lucro operacional aumentou de 7,1% para 8%.

Os analistas ainda esperam que a H&M registre lucro maior no ano inteiro pela primeira vez desde 2015.