Greve na fábrica da Volks no Paraná é mantida

Cerca de três mil trabalhadores estão parados e negociam o pagamento da participação nos lucros

Sâo Paulo – Cerca de 3 mil metalúrgicos da fábrica de automóveis da Volkswagen em São José dos Pinhais (PR) continuavam em greve nesta segunda-feira, em meio a um impasse nas negociações em torno do pagamento de participação nos lucros.

Os trabalhadores cruzaram os braços na quinta-feira passada, parando a fábrica e cobrando da montadora o pagamento de uma participação nos lucros (PLR) em 2011 de 12 mil reais, calculada com base na produção dos últimos 12 meses.

Em reunião na Justiça do Trabalho do Paraná, nesta segunda-feira, não houve acordo depois que a montadora manteve oferta de PLR de 4.600 reais, informou o Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba (SMC).

Procurada, a Volkswagen não comentou o assunto.

A Volkswagen produz em São José dos Pinhais os modelos Golf, Fox e Cross Fox. Segundo o sindicato, com os quatro dias de greve da unidade, 3 mil carros deixaram de ser produzidos.

Na semana passada, o sindicato fechou acordos com a fabricante de caminhões Volvo e com a montadora de automóveis Renault. Com a primeira, a entidade acertou PLR de 15 mil reais, enquanto com a montadora francesa o valor do acordo é o mesmo do pedido junto à Volkswagen, de 12 mil reais por empregado.

O mercado brasileiro de veículos tem batido seguidos recordes de produção e vendas diante do crescimento da economia e da oferta de crédito. De janeiro a abril, as vendas foram 4,6 por cento maiores que um ano antes e a produção subiu 4,1 por cento.

O PLR é feito em duas parcelas, com uma primeira em maio, conforme o sindicato, e a outra entre dezembro e fevereiro do ano que vem.

Uma assembleia de trabalhadores da fábrica da montadora alemã no Paraná está marcada para a quarta-feira, quando os metalúrgicos vão decidir se manterão a paralisação.

A fábrica de carros da Volkswagen no Paraná é a mais recente da empresa no Brasil, aberta em 1999. Além da unidade, a Volks possui mais duas plantas de automóveis, uma em São Bernardo do Campo (SP) e outra em Taubaté (SP). A empresa ainda possui uma fábrica de ônibus e caminhões em Rezende (RJ) e uma de motores em São Carlos (SP).