Governo corre para encontrar substituto de Graça, diz jornal

"O governo do Brasil enfrenta uma corrida contra o tempo para encontrar um substituto amigável ao mercado", diz o Financial Times

Londres – A edição impressa do jornal britânico Financial Times publica reportagem nesta quinta-feira, 5, sobre a saída em bloco da direção da Petrobras e a corrida do governo brasileiro para encontrar um substituto para Graça Foster.

“O governo do Brasil enfrenta uma corrida contra o tempo para encontrar um substituto amigável ao mercado e que seja capaz de restaurar a confiança na empresa”, diz a reportagem, que recebeu grande destaque na primeira página.

O FT cita os nomes que estão sendo cogitados como possíveis substitutos na estatal.

“Os investidores esperam que Henrique Meirelles, o altamente respeitado ex-presidente do Banco Central, aceite a empreitada”, cita o jornal.

O FT consultou “pessoas próximas ao senhor Meirelles” que informaram que o ex-banqueiro central não tem interesse na posição.

Outro cogitado é o diretor-presidente “de fala mansa” da Vale, Murilo Ferreira. “No entanto, ele negou que planeje deixar a maior produtora de minério de ferro do mundo”.

Outros citados pelo FT são o ex-presidente da Vale Roger Agnelli e o ex-presidente da falida OGX Rodolfo Landim, “que ainda impõe respeito na indústria”, diz o FT.

O FT explica que encontrar um substituto pode ser uma tarefa complicada porque candidatos não terão de contornar só a “terrível situação enfrentada pelo produtora de petróleo, mas também as possíveis responsabilidades legais que o executivo-chefe enfrentaria sob as leis” anticorrupção no Brasil e os EUA.