Governança pode dobrar taxa de crescimento de empresas familiares

Pesquisa mostra que companhias que adotam boas práticas crescem até 2,5 vezes mais que suas rivais

Adotar boas práticas de governança corporativa não é apenas um modismo, nem precisa ficar restrito às grandes organizações. Uma pesquisa da consultoria Prosperare mostra que as empresas familiares também podem faturar e lucrar muito com essas técnicas de gestão.

A conclusão de um trabalho com 200 companhias familiares mostra que, nos últimos cinco anos, aquelas que seguiram boas práticas de gestão acumularam um crescimento de 66% em sua receita. Entre as que seguiram apenas a “intuição” de seus dirigentes, a receita cresceu 27%.

O mesmo ocorreu com o lucro: a taxa de crescimento dos ganhos foi 2,3 vezes maior entre as que implantaram métodos de governança. Na prática, isso significa que, nos últimos cinco anos, esse grupo viu seu lucro crescer 42%, ante os 18% das que não seguiram esses princípios.

Leia a íntegra do estudo Crescimento e Longevidade da Empresa Familiar, publicado com exclusividade por EXAME.