Google compra energia eólica da Finlândia por 10 anos

Grandes empresas querem garantir energia renovável barata para gerenciar custos, por meio de contratos de compra de energia corporativos

Helsinque – O Google informou que assinou um contrato de 10 anos para comprar energia renovável de três novos parques eólicos que estão sendo construídos na Finlândia e que vão alimentar um de seus centros de dados.

As grandes empresas se apressaram para garantir energia renovável barata para gerenciar custos e reduzir a sua pegada de carbono através dos chamados contratos de compra de energia corporativos, que permitem que empresas como o Google, da Alphabet, Facebook e Microsoft comprem diretamente do gerador de energia.

O Google afirmou nesta terça-feira que o acordo finlandês é o primeiro em que está comprando energia de projetos europeus que não receberão nenhum subsídio do governo.

“Em um número crescente de locais, o custo de novas energias renováveis ​​é competitivo com o custo da energia da rede”, disse Marc Oman, chefe de energia do Google, no site da empresa.

Serão construídas três fazendas eólicas, com capacidade combinada de 190 megawatts. O projeto será realizado pelas empresas de energia renovável Neoen, da França, e pelas alemãs CPC e WPD.