GOL lidera em volume de passageiros no mercado doméstico

Somente no primeiro semestre deste ano, a companhia capturou 52% do aumento do número de passageiros da indústria no período

São Paulo – A marca de 21,4 milhões de passageiros transportados de janeiro a julho deste ano, 10% a mais do que o mesmo período do ano anterior, levou a GOL a anunciar a liderança em volume de clientes no mercado doméstico. 

Somente no primeiro semestre deste ano, a companhia capturou 52% do aumento do número de passageiros da indústria no período, que foi de 6,6%, salientou a empresa.

Conforme a GOL, entre os fatores que influenciaram o crescimento de seu número de passageiros estão o compromisso com a pontualidade e o investimento em conforto, agilidade e comodidade a seus clientes.

“Reformulamos o serviço de bordo, incluindo lanches vegetarianos, agilizamos o embarque, com o check-in inteligente e facilidades no autoatendimento e a antecipação de voo de maneira mais fácil e rápida, além de oferecer mais espaço entre as poltronas, com a nova configuração GOL+”, disse, em nota, o presidente da companhia, Paulo Kakinoff.

Apesar da liderança em número de passageiros, a GOL segue atrás de sua principal concorrente quando o referencial é passageiros-quilômetros pagos transportados (RPK), principal indicador de demanda usado pelo setor e o mais utilizado para a determinação de participação de mercado.

No acumulado dos primeiros sete meses do ano, a GOL tem 36,35% de participação de mercado em RPK, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira, 22, pela Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear). A TAM possui 38,38%.

Hoje a GOL divulgou seus dados de tráfego referentes ao mês de julho. Registrou um crescimento da demanda doméstica, medida em RPK, de 8,1% na comparação com julho de 2013.

A oferta, medida em assento-quilômetro oferecido (ASK), recuou 3,6%, na mesma comparação. Com isso, a companhia obteve uma taxa de ocupação (Load factor) doméstica de 79,9%, alta de 8,6 pontos porcentuais.

O desempenho de demanda na GOL foi acima da média do setor.

Conforme dados consolidados pela Abear referentes às quatro principais empresas do setor – TAM, GOL, Azul e Avianca – a demanda por transporte aéreo doméstico registrou alta de apenas 0,5% em julho ante igual período do ano anterior, enquanto a oferta recuou 3,1% sobre o mesmo mês do ano passado.

Mas a taxa de ocupação setorial ficou acima da reportada pela GOL, alcançando 81,7%, com destaque para a Avianca, que registrou taxa de 84,7%, e da TAM, com 83,64%.