Gol divulga segundo lucro anual consecutivo

Com crescimento de 11,8%, a empresa aérea continuou na trajetória de números positivos

A companhia aérea Gol divulgou na madrugada desta quarta-feira seus resultados do quarto trimestre de 2017 e confirmou a expectativa de analistas. A empresa continuou na trajetória de números positivos e teve o segundo ano consecutivo de lucro.

Às Sete – um guia rápido para começar seu dia

Leia também estas outras notícias da seção Às Sete e comece o dia bem informado:

O faturamento trimestral cresceu 11,8% na comparação anual, para 3 bilhões de reais. No ano, a receita cresceu 7,2%, para 10,6 bilhões. No ano, a margem operacional (EBITDA) chegou a 14,1%, 5,8 pontos acima de 2016.

O lucro anual caiu de 1,1 bilhão para 378 milhões, mas a empresa atribui a variação a ganhos extraordinários com variação cambial no ano passado.

A companhia destacou, como uma de suas fortalezas, a liderança na pontualidade: fechou 2017 com 94,6%. O resultado se deve também ao aumento da receita vinda do transporte de passageiro, que representa quase 90% do faturamento.

A alta do preço médio das passagens, impulsionada pelo foco no público corporativo, mais rentável e menos sensível a preço, também ajudou.

Desde 2015, quando teve o maior prejuízo no ano entre todas as aéreas negociadas em bolsa da América Latina e Estados Unidos EUA (4,3 bilhões de reais), a Gol fez uma mudança geral em sua operação. Reorganizou a malha aérea, diminuiu o número de aeronaves e encerrou voos não rentáveis.

Recentemente a companhia divulgou os números prévios de tráfego para o mês de janeiro de 2018, quando aumentou em 5% a oferta de assentos e em 0,3 ponto percentual a taxa de ocupação, agora em 83,5%.

A demanda cresceu 5% no período. Isso fez com que alguns analistas elevassem as estimativas para a performance da companhia também para 2018. A meta é faturar 11 bilhões de reais este ano.

A Gol é a primeira das aéreas listadas em bolsa a divulgar resultados — a Azul divulga na quinta-feira, e a Latam, no dia 15. A conferência por telefone com analistas e jornalistas em português está marcada para começar às 9h30 (horário de Brasília).