GM prepara suspensão de mil trabalhadores

"A medida não se sustenta em qualquer justificativa", diz sindicato, pois, ao contrário de outras plantas, fábrica em São José dos Campos segue em ritmo normal

São Paulo – De acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região, no interior de São Paulo, a General Motors está preparando a suspensão de cerca de 1.000 dos 5.200 trabalhadores de sua planta localizada na cidade paulista.

Segundo Célio Dias da Silva, Diretor do Sindicato, “a medida não se sustenta em qualquer justificativa. Ao contrário das fábricas de Gravataí (RS) e São Caetano do Sul (SP), que tiveram queda de produção em 2014, a planta de São José dos Campos segue em ritmo normal”.

No próximo dia primeiro de agosto, uma reunião entre as partes será realizada e, ainda segundo Célio, esta medida estaria em uma proposta que será apresentada na tratativa. Em agosto de 2012, a montadora já havia tomado atitude parecida, ao suspender 940 trabalhadores.

Dos 940, 598 foram efetivamente demitidos da planta que produzia os modelos Meriva e Zafira, que foram descontinuados, e que hoje em dia é responsável pela produção da S-10 e de motores.

No primeiro semestre de 2014 as vendas de veículos no país caíram 7.6% em relação ao mesmo período do ano passado e a produção 17%.

Estes resultados fizeram a Anfavea reconsiderar as projeções para o este ano para 5.4% de queda nas vendas e 10% na produção.