GM paralisa produção no RS e cita preocupação com segurança

Preocupações com a segurança de transportes crescem em meio a protestos de caminhoneiros que atingem o Estado

São Paulo – A General Motors decidiu suspender a partir desta terça-feira a produção no complexo industrial de Gravataí, no Rio Grande do Sul, citando preocupações com a segurança de transportes em meio a protestos de caminhoneiros que atingem o Estado.

O complexo de Gravataí produz os modelos Onix e Prisma.

“Devido ao clima de insegurança causado pelas manifestações e paralisações promovidas pelos caminhoneiros, a GM se viu obrigada a cancelar sua produção no complexo de Gravataí”, afirmou a montadora em comunicado à imprensa.

“A produção será restabelecida assim que existirem condições seguras de transporte de materiais do porto do Rio Grande até a cidade de Gravataí”, acrescentou a montadora norte-americana.

Caminhoneiros têm protestado desde a semana passada no Estado contra alta de impostos sobre o diesel.

De janeiro a julho, o Onix foi o automóvel mais vendido do Brasil, com emplacamentos de 98.469 unidades, segundo a associação de concessionárias, Fenabrave. O Prisma foi o sexto mais vendido, com 37,5 mil licenciamentos.