GM divulga previsões positivas para 2016

O fabricante prevê um lucro anual por ação referência nos Estados Unidos, de 5,25 a 5,75 dólares, contra 5-5,50 dólares inicialmente

A General Motors (GM), estimulada pelo boom do mercado automotivo americano, divulgou nesta quarta-feira suas previsões de lucro para 2016 e confirmou seu retorno ao equilíbrio na Europa.

A fabricante prevê um lucro anual por ação referência nos Estados Unidos, de 5,25 a 5,75 dólares, contra 5-5,50 dólares inicialmente, anunciou a presidente da GM, Mary Barra, à margem do Salão do Automóvel de Detroit.

A presidente insistiu que tinha o objetivo de de uma margem operacional de 9 a 10% antes termine a década.

Este otimismo se deve a uma clara melhoria da rentabilidade na América do Norte, onde, em 2015, foram vendidos mais de 17 milhões de veículos. O grupo alcançou com um ano de antecipação seu objetivo de uma margem operacional de 10% na América do Norte.

Apesar da desaceleração da economia chinesa, primeiro mercado de automóveis do mundo, (25 milhões de unidades vendidas em 2015), GM continua confiando em sua capacidade de melhorar as margens.

A China é, há dois anos, o primeiro mercado da GM, na frente dos Estados Unidos.

Depois de 16 anos consecutivos de perdas na Europa, a GM confirmou que voltou ao equilíbrio nesse continente, graças principalmente a uma estabilização dos preços na Europa do Leste.

O grupo distribuirá 4 bilhões de dólares adicionais entre seus acionistas. Esta decisão, que leva a 9 bilhões o total que será distribuído entre os acionistas antes de 2017, será feito na modalidade de recompra de ações.