GM abre segundo plano de demissão em menos de um mês no Brasil

Nos últimos 12 meses, a montadora já cortou cerca de 2.000 vagas no país

São Paulo – A General Motors (GM) abriu o segundo plano de demissão voluntária no Brasil em menos de um mês. A medida vale para as fábricas de São José dos Campos e São Caetano. A informação é do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos.

Segundo o sindicato, a montadora não informou quantas vagas pretende cortar com o novo PDV. No programa encerrado em 15 de junho, a GM obteve 186 adesões. O PDV aberto nesta sexta-feira será encerrado em 2 de julho.

Para o sindicato, a medida é desnecessária, já que a redução do IPI para os automóveis zero quilômetro teria impulsionado as vendas, e não haveria excedente de trabalhadores para cortar.