Globo decide brigar pelo UFC

Antes do sucesso da edição do UFC no Rio neste ano, emissora se recusava a exibir esporte

São Paulo – Os números da edição do UFC no Brasil impressionaram: mais de 15.000 espectadores na arena, 108 mil mensagens nas redes sociais ligadas às lutas, marcas que desembolsaram entre 300.000 e 2,5 milhões de reais para serem associadas ao evento e audiência recorde para a Rede TV!, emissora que transmitiu o torneio no país.

De olho no filão, a Globo decidiu entrar na disputa pelos direitos de transmissão da próxima edição do UFC por aqui. Segundo a coluna Radar, do jornalista de Veja Lauro Jardim, a emissora sempre havia se recusado a exibir um esporte tão violento. Ao que parece, a empresa decidiu repensar a estratégia.

A emissora que transmitirá o torneio no Brasil deverá ser escolhida em 15 dias.