Glencore protesta após nacionalização de mina na Bolívia

A mineradora suíça advertiu que "se reserva o direito de pedir uma compensação justa"

Zurique – O gigante minerador suíço Glencore protestou “energicamente” nesta sexta-feira contra a nacionalização de uma mina do grupo na Bolívia e advertiu que “se reserva o direito de pedir uma compensação justa”.

Em um comunicado, o grupo, cuja sede se encontra na cidade suíça de Baar (centro), disse ter recebido nesta sexta-feira “um decreto supremo assinado pelo governo da Bolívia, nacionalizando a mina de Colquiri (…) com efeito imediato”.