General Motors corta 2 mil empregos nos Estados Unidos

O anúncio foi feito após a vitória de Donald Trump na eleição presidencial, que dedicou sua campanha em denunciar a perda de postos de trabalho nos EUA

A fabricante americana de carros General Motors anunciou nesta quarta-feira o corte de 2.000 empregos em fábricas do norte dos Estados Unidos.

O anúncio foi feito após a vitória de Donald Trump na eleição presidencial, que dedicou sua campanha em denunciar a perda de postos de trabalho nos EUA, culpando os tratados de livre-comércio.